Queijo Amarelo da Beira Baixa

Premiado mundialmente com medalha de ouro

queijo da beira 730

por Mário Rodrigues

Estes queijos venceram uma medalha de Ouro no concurso mundial de queijos “World Cheese Awards 2011″ que decorreu em Novembro de 2011, em Inglaterra , com o Queijo Amarelo da Beira Baixa DOP – “Sabores da Idanha”. Segundo dados do Ministério da Agricultura, existiam no ano de 2007, sete queijarias a produzir Queijo Amarelo da Beira Baixa DOP, com uma produção de 80 640 kg. Do conjunto dos três queijos denominação de origem da Beira Baixa, o Queijo Amarelo representa cerca de 50% da produção dos Queijos da Beira Baixa DOP, sendo que os canais de comercialização passam pela grande distribuição (90%) e o restante pelo comércio tradicional e a considerada venda directa ao consumidor.
Existem dois tipos de queijo o “Queijo Amarelo da Beira Baixa”, o queijo curado, de pasta semidura ou semimole, ligeiramente amarelado, com alguns olhos irregulares, obtido pelo esgotamento da coalhada após coagulação do leite de ovelha cru, estreme, ou mistura de leite de ovelha e cabra, por acção do coalho animal e produzido na área geográfica delimitada de produção. O “Queijo Amarelo da Beira Baixa Velho” – o queijo de pasta dura a extradura, ligeiramente quebradiça, untuosa, de cor entre o amarelo torrado e o alaranjado, com alguns olhos irregulares obtido pela cura prolongada (mínimo 90 dias) do Queijo Amarelo da Beira Baixa, efectuada na mesma área geográfica delimitada e nas condições de humidade e temperatura definidas.
Estes Queijos apresentam-se no mercado inteiros, ou fraccionados, pré – embalados ou não, na origem, devidamente rotulados. A sua produção está circunscrita aos Concelhos de : Castelo Branco, Fundão, Belmonte, Penamacor, Idanha-a-Nova, Mação, Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova, Vila de Rei, Sertã e Oleiros.

Informações e contatos através da Associação dos Produtores de Queijo do Distrito da Castelo Branco, Tel.: 277 200 230 e E-mail: apqdcb@portugalmail.pt