Casa Ferreirinha Reserva Especial 2009

2009 é ano de reserva especial, endo  a 17ª edição deste vinho que desde 1960 se afirma como um dos grandes tintos do Douro.

No ano de 2009, na bela região do Douro Superior, a natureza mostrou-se pródiga e a vindima revelou-se desde logo prometedora. Agora, após oito anos de espera e de provas cuidadas, as melhores expectativas confirmaram-se: o enólogo Luís Sottomayor declarou o Casa Ferreirinha Reserva Especial 2009 – apenas a 17ª edição de um vinho entre os grandes tintos do Douro, nascido em 1960 do génio de Fernando Nicolau Almeida.

“Estamos perante um vinho de recorte clássico, rico e complexo, que honra em plenitude os pergaminhos de qualidade excecional próprios de um Reserva Especial”, assegura Luís Sottomayor, chefe da equipa de enologia da Sogrape Vinhos na região do Douro, para quem “é sempre uma decisão de grande responsabilidade, com uma elevada carga emocional, declarar uma colheita de um vinho tão raro e tão ansiosamente aguardado, capaz de refletir o carisma e a notável maturidade só ao alcance de alguns vinhos do Douro ”.

Vinificado na adega especial da Quinta da Leda – o refúgio predileto de Luís Sottomayor –, este Casa Ferreirinha Reserva Especial 2009 apresenta uma cor rubi de grande profundidade e um aroma de excelente intensidade e complexidade. As notas aromáticas revelam-nos frutos vermelhos e pretos, resina, cedro e caixa de tabaco. Ligeiramente floral e pedregoso, demonstra boa madeira e muito bem integrada. Na boca, tem um ataque explosivo com taninos presentes e acidez bem integrada, sentindo-se presença de frutos vermelhos e pretos, pimenta e ligeiro cacau, fruto de uma boa maturação. O final é longo e de grande elegância.

Nascido na Quinta da Leda e em vinhas de maior altitude, este Reserva Especial é composto pelas castas Touriga Franca (45%), Touriga Nacional (30%), Tinta Roriz (15%) e Tinto Cão (10%). Depois de maceração suave em lagares com robots e da fermentação alcoólica em cubas de inox, com remontagem “à mão”, foi transportado para Vila Nova de Gaia onde realizou a malolática em barricas usadas, entre os meses de setembro e novembro. Depois, os vinhos com potencial para envelhecimento em madeira foram transferidos para barricas novas de carvalho francês, onde estagiaram durante 12 meses, até novembro do ano seguinte. Em seguida, foi selecionado o lote final que voltou para a madeira, para equilibrar e amaciar durante mais 4 a 5 meses, seguindo-se o engarrafamento em junho de 2011, após 16 a 18 meses em madeira e com um acompanhamento de evolução que incluiu 5 a 6 provas por ano.

Com um teor alcoólico de 14,5%, este vinho pode ser apreciado desde já mas é previsível que atinja o seu apogeu entre o 10º e o 15º ano, estimando-se que possa manter a sua melhor qualidade durante cerca de 20 a 25 anos.

Dado o seu perfil muito elegante e complexo, o Casa Ferreirinha Reserva Especial 2009 combina, idealmente, com carnes vermelhas, caça e queijo. 

Com uma produção de 18.000 garrafas, o PVP recomendado – indicativo e não vinculativo – deste vinho é de 175€, chegando ao mercado este mês de novembro.

As 16 colheitas de Casa Ferreirinha Reserva Especial que antecederam a agora lançada, de 2009, respeitaram aos anos de 1960, 1962, 1974, 1977, 1980, 1984, 1986, 1989, 1990, 1992, 1994, 1996, 1997 2001, 2003 e 2007.

Goste / Partilhe este artigo: