Pesqueiro 25

publicado em: Lugares, Opinião | 0

Escalabitanos de gema levam as suas raízes para Lisboa com um projeto vertical de marisco, que sem sombra de dúvida marcará como enorme valor acrescentado o mercado alfacinha.

De armas e bagagens, os chefs César Lourenço e João Mendes Esteves, que se conhecem desde crianças, mudaram-se para Lisboa a convite do dinâmico empresário Pedro Teixeira, levando consigo toda uma equipa de escalabinatos, que está a fazer um magnífico trabalho de verdadeira paixão, com frescura, sabor natural, eficácia e simpatia.

O marisco é aqui senhor e rei. Tratado praticamente em exclusivo, a cozinha aqui praticada deixa que os sabores naturais sobressaiam naturalmente, acrescentado-lhe algum valor quando necessário e apenas quanto baste.

Verdadeiras iguarias como a sopa de lavagante, gambas à guilho, amêijoas real ao natural ou à Bulhão Pato, percebes da costa ou da berlenga, camarão tigre grelhado, camarão de Moçambique ou da costa, ostra, lavagante, lagosta, lagostin e bruxas do mar, carangueijo real, santola, navalheira e arroz de marisco. Enfim, um verdadeiro paraíso de marisco a não perder, numa aposta certeira e verdadeiramente cativante.

Para os acompanhantes dos apreciadores de marisco que não gostem desta iguaria, têm aqui uns magníficos nacos do lombo, em prego, pica-pau ou bife, além de um hambúrguer black angus no caco.

Uma das sobremesas com se pode acabar esta magnífica refeição é o verdadeiro pão de ló de Rio Maior da Ti Piedade, em duas versões: de ovos e canela ou chocolate.

Os anos de experiência destes dois chefs amigos de longa data, já vem de um restaurante em Santarém (terra de origem), o Chapa 7. Posteriormente abriram em S. Martinho do Porto o Pesqueiro 25, que agora trouxeram  para Lisboa.

Um espaço a não perder, onde a alma marisqueira desta cozinha praticada nos envolve, com uma decoração sóbria, simples e acolhedora, onde a época pombalina é deixada a descoberto. É de destacar o aquário de dimensões gigantescas ao longo de uma parede lateral à entrada e a nova sala recentemente aberta (sala da oliveira), com uma generosa mesa em madeira e uma verdadeira oliveira que brota do seu centro.

Rua Nova de Carvalho, 15
1200-161 Lisboa

Telem: 968 828 492

Texto Mário Rodrigues
edição Rita Lisboa
fotografias de Jorge Simão

Goste / Partilhe este artigo: