By Ljubomir no Six Senses Douro Valley

publicado em: Lugares, Opinião | 0

O hotel Six Senses Douro Valley (5 estrelas), em pleno Douro vinhateiro, é uma unidade hoteleira de qualidade excecional, com um universo de serviços e atividades cativantes, bem organizados e altamente profissionais, que integra também uma cozinha criativa, única e verdadeiramente sublime, com dois espaços distintos – o Terroir e o Vale Abraão – da responsabilidade do chef consultor, Ljubomir Stanisic.

Hotel agora do grupo internacional Six Senses (exclusivamente com unidades de luxo de cinco estrelas), o Douro Valley (único do grupo em Portugal e na Europa) é uma unidade em que a eficácia é por demais evidente, tendo a valorização dos seus recursos humanos como suporte para a sua atividade premium.

Uma vasta, jovem e eficaz equipa de profissionais evidencia-se em todas as áreas e espaços que se percorram neste edifício recuperado do sec. XIV, com vista para o rio Douro e as vinhas em socalcos que vêm ao seu encontro. 

Dentro destas jovens equipas, as das cozinhas e brigadas de sala sobressaem pelo magnífico serviço que prestam, quer na confeção ou no serviço de vinhos e de sala, diretamente ligados ao chef consultor Ljubomir Stanisic. A autonomia, a prática, o elevado profissionalismo e eficácia destas equipas mostra o rigor do chef consultor e as escolhas acertadas para as compor.

Nunca tinha escrito sobre este chef, dado achar que não tinha informação suficiente que me permitisse pronunciar devida e fundamentadamente sobre o trabalho que desenvolve. Nesta minha deslocação ao Six Senses tinha uma outra grande incógnita que era sobre a “legitimidade” de existir uma cozinha vegetariana em pleno Douro (o espaço Terroir), cozinha de que não era grande apreciador e que me tenho vindo a integrar, e aqui, excecionalmente a render.

Pela primeira vez ao longo dos anos, emocionei-me profundamente neste jantar realizado no Terroir. Terá sido possivelmente a segunda vez que tal aconteceu, agora com maior relevância. Com alguns dos produtos orgânicos que a terra dá, cuidadosamente trabalhados na horta adjacente ao Terroir, deparei-me com sugestões de uma degustação criativa, onde os aromas e a explosão de sabores naturais temperados com ervas aromáticas, as texturas e toda a criatividade e técnica envolvente, nos despertam emoção e apuramento de todos os sentidos.

Após a degustação do jantar fiquei sem qualquer dúvida sobre o perfil de um profissional que conseguia um resultado final destes. Fiquei então com grande expetativa para o almoço do dia a seguir, agora de cozinha de autor, mais tradicional. O resultado foi soberbo, como pude comprovar com pratos como o leitão ou o cabrito assado, em que as texturas e os intensos sabores estão bem presentes, não só nas matérias primas principais como nos acompanhamentos tradicionais.

De realçar é também o excelente serviço de vinhos existente, que se reflete nas acertadas e nem sempre fáceis harmonizações, no serviço de vinho a copo e invulgares vinhos propostos, num excelente trabalho do diretor de vinhos Filipe Neto em conjugação com a equipa.

Proprietário do “Bistro 100 Maneiras” no Chiado, em Lisboa, conhecido como inconformado e irreverente, e talvez também por isso, Ljubomir Stanisic é sem sombra de dúvida um profissional no mapa dos grandes a nível mundial.

pt.sixsenses.com/resorts/douro-valley/destination

texto Mário Rodrigues
edição Rita Lisboa
fotografias de pratos por Pedro Guimarães
 do hotel por John Athimaritis

Goste / Partilhe este artigo: