II Edição do Concurso Tomate Coração de Boi

publicado em: Notícias | 0

A propriedade Coisas da Leira, no Baixo Corgo e limite da Região Demarcada do Douro, venceu a II edição do Concurso Tomate Coração de Boi que aconteceu no último dia 18 de Agosto, na Quinta de la Rosa, Pinhão

Júri e organização do concurso

O segundo lugar foi para a Quinta do Vallado e a Quinta do Passadouro foi o terceiro classificado.

A iniciativa reuniu, antes de mais, bom tomate coração de boi de 21 produtores da região. Ao júri, nove membros empenhados, coube a classificação deste fruto estrela de verão, tendo em conta critérios como aroma, sabor, textura (crocância, suculência, firmeza) e harmonia. A tarefa parece difícil a um leigo da arte gastronómica, mas o conhecido chefe Vítor Sobral não se atrapalhou, como referiu na reportagem do Expresso Tomates à séria. Miguel Castro e Silva, outro clássico da culinária portuguesa, Leopoldo Calhau e o chefe Pedro Cardoso, do novo restaurante da quinta anfitriã, completaram o elenco de chefes no júri. Integrou igualmente o júri o enólogo Luís Soares Duarte, Francisco Ataíde Pavão, produtor e especialista de azeite e presidente da Comissão Vitivinícola Regional de Trás-os-Montes, Jorge Raiado, produtor da Sal Marim, o jornalista José Augusto Moreira e a professora universitária Ana Paula Silva.

Oriundo de uma pequena propriedade já nas fraldas da Região Demarcada do Douro, o tomate vencedor é fruto de um trabalho apaixonado de um casal de arquitetos paisagistas. Conhecedores das relações entre as plantas, João Bicho e Joana Carneiro plantaram no hectare de terra da família uma grande diversidade de espécies de plantas – atualmente são uma centena -, que funciona como uma horta-pomar-jardim. É um “sistema complexo”, reconhece João Bicho, o qual “exige um esforço muito grande para ter todos os auxiliares a funcionar”. É preciso, explica, colocar cada planta no lugar certo, tendo em conta a exposição solar, os solos e as relações de complementaridade ou conflito entre as plantas. É neste contexto, conclui, que é possível produzir sem recurso a produtos químicos agressivos e conseguir frutos com pleno sabor, como o tomate coração de boi vencedor.

O Concurso Tomate Coração de Boi do Douro tem organização de um trio de amigos: um produtor de vinhos, Abílio Tavares da Silva, da Quinta de Foz Torto, um jornalista, Edgardo Pacheco, e uma ex-jornalista, Celeste Pereira, da Greengrape, empresa de comunicação que desenvolve o projeto de animação turística alltodouro.com. A iniciativa contou este ano com o apoio da Quinta de la Rosa, Wine & Soul e Quinta Dona Matilde.

Mais informações na página de Facebook do evento.

Goste / Partilhe este artigo: