Flor de sal e ouro

publicado em: Notícias | 0

A “Sapientia Romana” foi do extremo norte do país até ao Algarve procurar aquela que é considerada uma das melhores flores de sal do mundo designada como “o caviar do sal” e adicionou-lhe o mais puro ouro comestível de 23,5kt, dando origem aquele que considera ser “o sal dos deuses”

Um produto inovador que vem juntar-se assim a um lote inspirado no universo romano, onde se inclui o já conhecido mel com ouro e o mel com rosas, desenvolvidos pela Sapientia Romana.

Neste caso, a empresa de chaves, terra de romanos, vem mostrar como o sal, considerado desde a antiguidade como um elemento divino, pode dar um toque dos deuses à cozinha gourmet.

Com este novo conceito revaloriza-se um produto que tem na bíblia mais de 30 referências, sendo a mais conhecida “vos sois o sal da terra”.              

Para os romanos, o sal assumiu tal valor que um grama deste era trocado por um grama de ouro, daí o sal ter sido apelidado durante longos anos de “ouro branco”. Num banquete, as pessoas consideradas mais importantes, tinham à sua frente um saleiro. O ouro, por sua vez, é usado desde a antiguidade em produtos alimentares e pelos alquimistas em medicamentos, acreditando-se que tem propriedades terapêuticas.  

A flor de sal deve ser utilizada após a confeção, antes de servir, para afinar o tempero. Tem a capacidade de despertar os sabores do prato, permitindo um sabor mais agradável e intenso.

Goste / Partilhe este artigo: