‘Cabriz Colheita Seleccionada tinto 2014’ é um dos 100 melhores vinhos do mundo

publicado em: Notícias | 0

A mais conceituada revista norte-americana “Wine Spectator” incluiu o Cabriz Colheita Seleccionada tinto no lugar 46 da sua lista anual dos 100 melhores vinhos do mundo, tendo sido o vinho Português melhor classificado na referida lista

quinta-de-cabriz

Esta é já a segunda vez que o Cabriz Colheita Seleccionada tinto conquista a difícil presença na prestigiante e emblemática lista, depois da mesma referência do Dão ter constado no “top 100” de 2011, confirmando assim a sua excecional relação qualidade/preço.

Com a nova distinção para o Cabriz Colheita Seleccionada tinto 2014, o produtor da Região Demarcada do Dão, detido pela Global Wines, contribui também, indiscutivelmente, para fazer subir a um escalão superior os vinhos de qualidade do nosso país, apenas um mês após a “Wine Spectator” ter inscrito Portugal na segunda posição da tabela dos cinco melhores países produtores a nível mundial, apenas atrás da Nova Zelândia e à frente de Argentina, Chile e Austrália.

Além disso, este tinto do Dão já tinha recolhido anteriormente opiniões muito favoráveis dos profissionais da “Wine Spectator”, que lhe atribuíram 90 pontos em Abril passado e repetiram a distinção em Julho. O vinho foi ainda declarado “Sabor do Ano 2016” e arrebatou a Medalha de Bronze na International Wine&Spirits Competition 2015.

Produzido a partir das castas Alfrocheiro, Tinta-Roriz e Touriga Nacional, o Cabriz Colheita Seleccionada tinto 2014 apresenta uma cor rubi intensa, é frutado, com predominância de frutos vermelhos frescos, geleia de frutos do bosque, especiarias e notas tostadas. Na boca, é frutado, macio, elegante e harmonioso, tornando-se um acompanhamento de eleição para peixes assados no forno, carnes brancas assadas, carnes vermelhas guisadas e assadas e queijos macios. Servido a 18ºC, pode ser uma escolha aconselhada para consumir já neste Natal ou para deixar evoluir na garrafa durante três a cinco anos.

Goste / Partilhe este artigo: