Grupo D’Uva – Portugal Wine Girls

publicado em: Notícias | 0

Vinhos portugueses ganham voz feminina com oito mulheres herdeiras de casas vinícolas, profissionais ativas em áreas diversificadas do sector do vinho que prometem ser uma voz feminina na valorização e promoção do vinho português

D Uvas - Portugal Wine Girls 450

Meia centena de vinhos e diferentes regiões vitivinícolas portuguesas representadas. A prova D’Uva – Portugal Wine Girls mostra um roteiro dos vinhos de Portugal com rosto feminino. Grupo quer colocar nas bocas do mundo a diversidade de estilos e a qualidade dos vinhos portugueses. Uma ambição, aliás, legitimada pelas casas vinícolas que as D’Uva representam, referências no mercado, com reconhecimento internacional e provas dadas, um cartão de visita do sector do vinho português.

A vivência familiar em torno dos vinhos foi o mote que uniu as produtoras. Mulheres, jovens e com espírito de liderança, querem trabalhar em equipa e agregar esforços para se fazerem ouvir num mercado cada vez mais concorrencial. Sabem que o facto de serem um grupo de mulheres abre portas, nomeadamente junto de organizações congéneres. Profissionais de áreas diversificadas do sector do vinho, fomentam a partilha e interajuda entre os membros, querem reforçar redes de contacto e otimizar custos.

Organizar e estruturar o grupo é a principal preocupação neste ano de arranque formal das D’Uva. Na segunda semana de maio, participaram no encontro “Portugal, Women and Winemaking”, em Copenhaga, organizado pela AICEP, estando previsto voltarem à Dinamarca em 2017 no âmbito de uma convenção internacional de mulheres. Em termos nacionais, para outubro próximo, está em agenda uma prova D’Uva em Lisboa. Pretendem também marcar presença e apoiar iniciativas de organizações portuguesas dedicadas ao sector do vinho e enoturismo.

O projeto D’Uva – Portugal Wine Girls envolve produtoras das regiões vínicas do Alentejo (sub-regiões da Vidigueira e Portalegre), de Lisboa (Alenquer) e do Douro. A variedade do portefólio e de perfis de vinhos do conjunto cria um mapa dos vinhos de Portugal com história e originalidade que vale a pena conhecer: Catarina Vieira, da Herdade do Rocim, Alentejo (enologia e viticultura); Francisca van Zeller, da Quinta Vale D. Maria, Douro (marketing e vendas); Luisa Amorim, da Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, Douro (direção geral); Maria Manuel Poças Maia, da Poças Júnior, Douro (viticultura); Mafalda Guedes, da Herdade do Peso, Alentejo (vendas); Rita Cardoso Pinto, da Quinta do Pinto, Lisboa (coordenação geral e comercial), Rita Fino, do Monte da Penha, Portalegre (marketing e vendas) e Rita Nabeiro, da Adega Mayor, Alentejo (direção geral).

As D’Uva – Portugal Wine Girls nasceram de um acaso. O jornalista Fernando Melo quis fazer uma reportagem para a Notícias Magazine (revista de domingo do Diário de Notícias e do Jornal de Notícias) sobre a liderança e gestão por parte de mulheres no sector do vinho e acabou por juntar 12 produtoras numa sessão de fotografia que integrou o trabalho jornalístico. O encontro inicial gerou empatia e a reportagem teve eco mediático e entre elas. Acabaram por marcar um jantar e, mais tarde, outras iniciativas, pontuais, organizadas em conjunto. E porque não criar um grupo organizado e estruturado de mulheres portuguesas do vinho? Em 2016,  decidiram avançar para a formalização das D’Uva, com as oito produtoras que puderam aceitar o desafio.

Goste / Partilhe este artigo: