Sommelier Wine Restaurant

publicado em: Lugares, Opinião | 0

Um espaço digno de um país produtor de vinhos por excelência, como Portugal, onde o vinho a copo e a saborosa cozinha combinam divinamente…para verdadeiros apreciadores de momentos enogastronómicos únicos.

A surpresa à entrada deste restaurante, que do exterior quase passa despercebido, é enorme. Ficamos com a certeza de que acabámos de entrar num local onde vinho é o produto de topo. Ao longo da parede do fundo da sala deparamos com uma série de equipamentos de conservação de vinhos com um expositor de copos magistralmente iluminado. O mote está dado logo à chegada.

Cada um dos equipamentos está preparado para provas de vinhos. Com base nas escolhas gastronómicas e nos conselhos enológicos, o cliente pode fazer a prova do(s) vinho(s) e posteriormente à opção, servir-se. Cada um dos comensais tem um cartão de cliente que lhe é atribuído, onde ficam registadas todas as escolhas efetuadas. São pelo menos 80 vinhos a copo disponíveis.

Quanto à cozinha, a rendição também é total. Poderemos começar com uns magníficos “croquetes de rabo de boi e vitela cozinhado lentamente… A primeira mordida é crocante, o resto é puro prazer!”. A não perder entretanto o pão feito na casa, sempre quente e servido com mousse de carbonara, de pimentos vermelhos e de azeite virgem.

Tártaro de salmão envolto em chalotas, molho de ostras, abacate e sumo de limão, bife tártaro marinado em conhaque e mostarda “Dijon”, servido com maionese de rábano e pão de girassol, melão texturizado, trilogia de presuntos pata negra em jardim de legumes baby, escalopes de foie gras fresco com mousse de frutos do bosque e gelatina de cebola caramelizada nas entradas, diversas saladas e sopas saborosas são algumas das opções.

A carta é provocadora e começa com “o peixe que o português esqueceu. Cozinhado a baixa temperatura com puré de couve-flor, gelatina de maçã verde com infusão de gengibre e legumes baby salteados”. Segue-se bacalhau fresco que gosta de espinafres, crumble de broa e húmus, magret de pato, espuma aveludada de batata, figos salteados em manjericão e couli de tangerina, bife de atum patudo dos Açores, aveludado de batata-doce e crocante do mesmo.

As carnes também merecem destaque sendo grelhada sobre carvão natural em forno inovador. “O New York Steak com 23 dias de maturação. Um verdadeiro clássico grelhado sobre uma chama aberta para aprimorar os seus sabores naturais”, ou o filet mignon com 18 dias de maturação. “Muito baixo teor em gordura, com uma textura extremamente macia e amanteigada”, o prime rib 45 dias de maturação. “Um dos cortes mais ricos e distintos existentes, extremamente suculento e guloso”.

Depois de toda esta descrição mais exaustiva, que não é meu hábito nestes artigos, mas que aqui me pareceu de todo justificável, ainda existem umas “mordidelas” e um leque de sobremesas a não descurar.

Se acrescentarmos um serviço cuidado e atencioso, sem ser incomodativo, onde transparece o know-how de quem nos serve e bem, posso continuar a dizer que estou quase todos os dias a ser surpreendido pela positiva.

Com dois espaços distintos na sala, um com maples que acho excelentes para depois da refeição e o outro com cadeiras para se apreciar o repasto. O Sommelier wine Restaurant é sem sombra de dúvida um conceito e espaço a não perder na cidade de Lisboa.

E-mail: ricardo@sommelier.pt
Telefone:  +351 966 244 446
Rua Telhal 59
1150-345 Lisboa

por Mário Rodrigues

Goste / Partilhe este artigo: