Castelão em destaque internacional

publicado em: Notícias | 0

Vinhos ‘Castelão’ da Península de Setúbal são destaque no balanço anual de Portugal  de RobertParker

periquita superyor 250

Mark Squires, o provador de vinhos portugueses para a afamada publicação do americano Robert Parker – Wine Advocate – publicou, no site www.eRobertParker.com, a sua visão anual do mundo vínico português. O habitual balanço traz, segundo o crítico, “uma ênfase extra nos tintos de Setúbal” e surge após uma prova de 22 vinhos da Península de Setúbal que em comum têm a casta icónica da região, o Castelão. Na prova destacam-se, com 92 pontos, os vinhos Periquita Superyor das colheitas 2008 e 2009, da José Maria da Fonseca.

São 22 os vinhos tintos da Península de Setúbal com classificações entre os 85 e os 92 pontos, a figurar no painel de provas de Dezembro de Mark Squires, na eRobertparker.com, e que levaram o crítico a destacar estes tintos no seu balanço anual dos vinhos Portugueses. A prova, impulsionada pela Comissão Vitivinícola da Península de Setúbal (CVRPS), teve como objetivo dar a conhecer um painel alargado de vinhos marcantes da região, em que a casta Castelão predomina claramente. Oito vinhos receberam pontuação igual ou superior a 90 pontos – que caracteriza os vinhos como excelentes, de complexidade e caráter excecional – e os restantes com pontuações acima de 85 pontos – que são vinhos acima da média, de muito boa qualidade e alguma complexidade. Henrique Soares, Presidente da CVRPS, afirma que “o resultado foi surpreendente e é muito motivador para a Região, esta exploração do perfil dos vinhos da Península de Setúbal pelo reconhecido crítico Mark Squires vem confirmar o potencial da casta e da Região”.

Squires afirma, no balanço anual de Portugal, que ao longo dos anos tem vindo a “gostar muito” da casta Castelão. Nas palavras do crítico, estes vinhos “envelhecem lindamente enquanto continuam a adquirir alguma maturidade, eles fundem esta intensidade de sabor com notas mais maduras e começam a parecer simplesmente maravilhosos”.

Goste / Partilhe este artigo: