Mirabilis da Quinta Nova

publicado em: Notícias | 0

Elogiado por Mark Squires, este vinho regressa ao mercado, tendo o crítico norte-americano classificado o vinho com pontuação 92-94 pontos. Mirabilis g A Quinta Nova está a lançar no mercado o Mirabilis Grande Reserva, 2014 Branco, que foi elogiado por Mark Squires. O conceituado crítico norte-americano e provador oficial da The Wine Advocate distinguiu este vinho com a pontuação 92-94 pontos. Luisa Amorim, administradora da Quinta Nova, salienta “A critica positiva de Mark Squires a este vinho é para nós motivo de orgulho, pois é o reconhecimento do trabalho que temos desenvolvido. Assume uma importância relevante na prescrição e reforço da promoção dos vinhos da Quinta Nova no mercado norte-americano, que se afirma como um dos principais a nível de exportação.

” Este é “um dos melhores vinhos brancos portugueses”. Foi assim que a revista Wine Advocate definiu o Grande Reserva Branco, depois de esse ter obtido uma classificação de 92-94/100 pontos por Mark Squires, o provador de vinhos portugueses para o guru da enologia Robert Parker. Esse apreço pelo vinho do Douro produzido pela Quinta Nova foi, aliás, confirmado por sucessivas avaliações de excelência pelo mesmo crítico, que lhe atribuiu 92-94/100 pontos em 2013, 93/100 em 2014 e novamente 92/94 em 2015.

Estabelecida a qualidade deste vinho português de cor brilhante e citrina, a Quinta Nova renova-o agora com a colheita de 2014, que tem por base as castas Viosinho e Gouveio de vinhas antigas, com cerca de 80 anos. “A expressão deste vinho, cujas uvas são oriundas de diversas vinhas velhas de altitude, sugere-nos uma mineralidade intensa, combinada com uma frescura única, em que a acidez vibrante e a transparência se confundem”, descreve o enólogo Jorge Alves. O novo Mirabilis Grande Reserva Branco de 2014 resulta assim de um encontro de longa data entre granito, xisto e castas experientes, beneficiando dos efeitos da prensagem do cacho inteiro e de uma fermentação a 100% em barrica de carvalho francês e húngaro. Nesse processo criativo, o Mirabilis Grande Reserva Branco passou ainda pela maturação com bâttonage parcial, o que significa que, nesse procedimento de agitação do mosto fermentado para recolocar em suspensão as leveduras mortas e resíduos de uva depositados no fundo da barrica, se conferiu ao produto final uma apurada “acuidade”.

Goste / Partilhe este artigo: