Astória-Laboratório Harmonização A Copo

O jornalista da TVI Paulo Salvador e o chef Hélio Loureiro foram os convidados deste exercício de harmonização a copo, o segundo restaurante de 6, num projeto piloto realizada pelo alivetaste.com com o apoio da ViniPortugal

O restaurante Astória, integrado no hotel Intercontinental, revelou-se mais uma aposta acertada, tendo sido demonstrada a sua evolução, com uma cozinha e serviço de vinhos cada vez mais dignos do espaço que ocupam.

O chef Pedro Sequeira e o escanção João Monteiro, apresentaram os 8 pratos e respetivas harmonizações, que têm que integrar as cartas em vigor, para serem apreciados e avaliados pela mesa composta por Mário Rodrigues, Jorge Monteiro (Presidente da ViniPortugal), Pedro do Canto Brum e os convidados especiais para este almoço, o jornalista da TVI Paulo Salvador e o chef Hélio Loureiro. Começámos com o carabineiro em água do mar com geleia de vinho verde, junto ao pontão harmonizado comespumante Soalheiro Alvarinho 2012 seguido de um escalope de foie gras cozinhado em vinho do Porto e especiarias, pó de beterraba e compota de marmelo acompanhado de um vinho de Bucelas, o Morgado de Santa Catherina 2012. Passando aos peixes, foi apresentado lombo de atum com puré de cebola e pickles de cenoura, ameijôa e  molho de Madeira tendo sido também a opção o Morgado de Santa Catherina 2012, já para o filete de robalo de mar, mousse  de aipo, maçã granny smith em duas texturas, funcho e molho de chalota a escolha foi o excelente Filipa Pato Arinto e Bical 2013 da Bairrada, um vinho envolvente, um branco cheio de personalidade.
Desmancha de novilho, naco de vazia maturada, língua estufada e bochecha confitada com puré de nabo, rabanetes e cogumelos e molho de mostarda foi o primeiro prato de carne, fechando os salgados lombinho de borrego com legumes grelhados e esmagada de castanha com molho de hortelã que tiveram um Douro, o cativante Quinta de São José 2012 como harmonização comum. As sobremesas foram compostas por crepe suzete, com crumble de castanha, sorbet de laranja sanguinea e amêndoa amarga, cuja harmonização não recolheu adeptos na mesa com um Licor Beirão aromatizado com sumo de lima, sendo esta degustação finalizada com uma simpática tarte de chocolate, guianduja e dome de fava tonka e umGraham´s 10 Anos.

Os pratos eleitos em cada uma das categorias foram o carabineiro, o robalo, o borrego e a tarte e aqui reproduzidos em foto. O Filipa Pato conseguiu o melhor vinho da degustação e a melhor harmonização. Um serviço de vinhos de qualidade, com carta a melhorar.

Uma unidade hoteleira de grande nível, que tem contribuído para o renascer e enriquecimento do centro histórico da cidade do Porto, tornando-se cada vez mais no espaço nobre da cidade Invicta. Um restaurante a incluir nas preferências da baixa, seja para negócios, família ou com amigos, onde o novo bar de estilo muito british, nos faz sentir confortáveis na praça mais bonita da cidade do Porto.

Veja o video aqui                                                                                     por Mário Rodrigues

Goste / Partilhe este artigo: