Bolachinhas de Sousel

Caseiras, feitas à mão, à maneira da bisavó, à moda antiga com os preceitos tradicionais

BolachinhasSousel1 730
Foto de Ricardo Polónio

Receitas com décadas de existência, lanches de família prolongados entre várias gerações e o carisma do Alentejo inspiraram a criação das Bolachinhas de Sousel. O mote estava dado, e a originalidade dos ingredientes foi o remate perfeito para o sucesso garantido deste produto artesanal: alfazema, alecrim, aveia, que aromas, que sabores campestres! Caseiras, feitas à mão, à maneira da bisavó, à moda antiga com os preceitos tradicionais. As Oradas, As Miguelinhas, As Espirituosas, As Campesinas, As Alentejanas, para já são cinco os sabores e as formas que Ana Maratá produz e que estão já à venda em vários gourmets (como o Divinus Gourmet, em Évora) e lojas artesanais alentejanas, e também na Casa do Alentejo, em Lisboa, e a D’Alentejo com Amor, em Santo Amaro de Oeiras – mas o número de espaços está sempre a aumentar e a ser actualizado na página do facebook! “Este projecto é mais do que o ressuscitar de recordações; mais do que fórmulas e sabores, é uma criação séria, consciente, profissional e singular, baseada em saberes de gerações, feitas com receitas familiares”, explicaram-nos. E as ditas receitas, guardadas no segredo dos deuses, vão das bolachinhas de manteiga às de alfazema, das de azeite às de alecrim e às de aveia. Ora mais estaladiças e suaves, ora mais rústicas ou ousadas, mas todas a saber a Alentejo!

Tel.: 96 026 5911 (Ana Maratá)

por Rita Amaral Dias

Goste / Partilhe este artigo: